NOTÍCIAS

O Mondial de La Biere 2017 foi incrível!

18/10/2017 Fonte: Papo de Bar

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

“Não duvide, para quem curte cerveja, gosta de experimentar novidades, conhecer novas marcas e beber bem, o Mondial de La Biere 2017 foi sensacional!”

Alô nobres amigos PdBs! No feriado de Nossa Senhora Aparecida rolou uma emenda e foram quatro dias de folga para muitos. E justamente nesses quatro dias estava rolando no Pier Mauá, Rio de Janeiro, o Mondial de La Biere 2017. Que coisa boa! Fui no domingo junto com a VodCarol (que é nova integrante de nossa equipe que aos poucos vocês irão conhecendo) e só saímos de lá quando o evento estava acabando.

Conhecemos muitas marcas que estavam lá no Mondial e sempre ficamos por lá batendo um papo com todos, experimentando novas cervejas e conhecendo novas marcas que estão aquecendo cada vez mais o mercado cervejeiro brasileiro. Não posso falar de todos os estandes que visitamos por um motivo óbvio: Eram muuuuuitos! Vou citar os que mais se destacaram de alguma maneira.

Os caras são de Itupeva, em São Paulo, vieram pela primeira vez ao Mondial de La Beire e tiveram o carinho de nos convidar para ir ao evento e conhecer algumas de suas cervejas. Eu realmente não sabia o que esperar, pois não os conhecia AINDA. Entrei no site deles, dei uma olhada e me animei quando vi que eles tem várias cervejas diferentes!

São muitas mesmo, mais precisamente 22 estilos diferentes. Chegando lá o João me atendeu super bem e sabia tudo sobre as cervejas da Blondine. Parece básico, mas já fui a um evento de cervejas, e quando fui comprar umas para levar para casa, a menina que me atendeu não bebia e não entendia nada sobre os produtos que vendia. Tenso, né?

Tinham duas sommeliers de cerveja, a Ju e a Renata. Ambas super solícitas e atenciosas conosco. A Ju chegou até a gravar umas lives que fizemos no Instagram do Papo de Bar. Com ajuda delas fui provando, harmonizando e curtindo cada vez mais as cervejas da Blondine. Recomendo muito!

Temos aqui outra cervejaria desconhecida até então. A Daoravida é um projeto familiar e no estande estavam pai, mãe e filhos atendendo e apresentando a marca ao Mondial. Todos eles são pessoas ótimas e suas cervejas são excelentes.

Eles queriam realmente interagir com os clientes e para melhorar essa interação, a Daoravida trouxe um jogo holandês que você lança uns discos e tem que acertar uma “casinha” com um valor determinado. São cinco discos e ao somar o valor das casinhas correspondentes, você ganhava um prêmio. Eu e VodCarol ganhamos um chopp cada e ficamos todos felizes.

Conheci os caras quando estavam surgindo, numa dessas feiras gastronômicas / cervejeiras, e sempre apreciei a ideia deles. Agora, nesse Mondial de La Biere 2017, eles mostraram que cresceram em qualidade e quantidade. São diversas cervejas com os mais variados ingredientes.

Experimentei a #WTF, que leva melancia e tangerina na receita e achei deliciosa! Outras que levam maracujá e morango também são boas. Confesso que a 3 Cariocas me surpreendeu positivamente.

O Grupo Petrópolis se fez presente pelo terceiro ano seguido no Mondial, com estandes da Petra, Black Princess e Weltenburger (sendo que esse terceiro era apenas para constar, sem muitas ativações. Em 2018 haverão novidades com essa marca deles). São nossos amigos há anos e sempre estamos com eles em eventos e lançamentos.

Provamos todas as suas cervejas e gostamos delas. Conversamos com o mestre cervejeiro deles (cujo o nome me fugiu agora) e foi muito legal. Ele contou um pouco sobre o crescimento da marca, como são feitas suas cervejas e de onde vem a inspiração. Ele inclusive gravou uma live conosco.

A marca já é conhecida e segue crescendo com ideias que se destacam. O projeto Repense Cerveja, que acontece uma vez por ano, é algo sensacional, que gera novas cervejas, diferentes parcerias estimulando a galera a interagir e se unir em prol de novidades.

Lá no Mondial, a 2 Cabeças tinha uns 15 tipos de chopps dos quais experimentei 3, todos deliciosos. Um amigo meu, Felipe Argentino, está trabalhando com eles há um tempo e me explicou tudo sobre a cervejaria. Conheci os donos também e são pessoas que fazem por merecer uma marca tão valorizada no mercado cervejeiro.

A história dos cara é muito legal. Dois amigos apaixonados por cerveja se uniram para fazer cerveja de qualidade com controle rigoroso de todo o processo produtivo. Hoje a Antuérpia tem mais de 12 rótulos e no Mondial eles lançaram oficialmente a Toast, uma cerveja que leva pão em sua receita.

Isso mesmo, PÃO! Eles usam pães que padarias jogariam fora para fazer a Toast. Ao preparar a cerveja, sobra um mosto que gera novos pães. Experimentei a novidade no bar deles, no Leblon, uns dias antes e achei incrível! Quando falam que tem pão, não soa muito bem, mas quando provamos… Que delícia! Daquelas que você consegue beber várias, sabe?

Ah gente! Tinha muita coisa boa, cervejas que bebi e não lembro os nomes, nem as marcas e outras tantas que gostaria de ter experimentado, mas não houve tempo. Na real, eu queria ter ido todos os dias, mas tive que viajar e só pude ir no domingo mesmo. Se conseguisse ir em três dos quatro dias, já dava para fazer uma cobertura bem melhor, focando cada dia num armazém diferente. Mas nada que ano que vem não possamos melhorar.

É isso! Vocês foram ao Mondial de La Biere 2017? Gostaram? Contem sobre suas experiências lá.

Aquele abraço!

Sonâmbulo Etílico

Flamenguista nato, adorador de boas doses de Jack Daniels e de uma cerveja de qualidade. Mulher, Cerveja e Futebol, as melhores coisas da vida, o resto é apenas resto e fim de papo.

Todos os artigos do(a) Sonâmbulo Etílico

Leia também

USE AS TAGS #MONDIALDELABIÈRERIO E #MONDIALDELABIÈRERIOEUVOU E COMPARTILHE SEU AMOR POR CERVEJAS ARTESANAIS.

Informações, Dúvidas e SAC:
+55 21 99113-1852
Atendimento: 9h às 19h
Endereço:
Av. Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca – 22783-127